Plataforma apoia educadores e gestores com caminhos e ferramentas para uma educação de qualidade

(Texto de Caio Dib)

O Ensino Fundamental 2 ainda é um grande desafio na educação brasileira. Garotos e garotas que não são mais crianças, e tão pouco viraram adultos, vivem uma fase de descoberta e afirmação de identidade quando, ao mesmo tempo, têm poucas certezas. No campo cognitivo, os índices de aprendizagem coletados pelos resultados da Prova Brasil 2015 (em que foram avaliados estudantes do ensino público brasileiro em 2014) revelam uma tragédia: 30% dos alunos do 9º ano aprenderam adequadamente Português e apenas 39% aprenderam adequadamente Matemática.

O cenário pode ser um pesadelo para alguns professores, mas também é um campo fértil para transformações significativas na educação para aqueles educadores que querem fazer a diferença. Para apoiar o segundo grupo, Instituto Unibanco, Instituto Inspirare e uma série de parceiros criaram a plataforma FAZ SENTIDO.

O projeto tem o propósito de apoiar redes de ensino, escolas e professores na construção de um Ensino Fundamental 2 mais conectado com as características, o contexto, as necessidades e os interesses dos adolescentes do século XXI. A plataforma faz parte de um projeto mais amplo, denominado Ensino Fundamental 2.0, que busca inspirar a reformulação dessa etapa da educação básica, para assegurar o aprendizado, promover o desenvolvimento e preparar os adolescentes para enfrentar os desafios do mundo atual.

Era comum que pessoas com alto potencial analítico e bagagem técnica invejável subissem rapidamente na hierarquia das empresas, mesmo apresentando dificuldades de relacionamento e pouco perfil de colaboração. Atualmente, porém, o mercado de trabalho exige profissionais que apresentem características que vão além do alto potencial técnico, destacando-se também pela colaboração e pela capacidade de diálogo com equipes multidisciplinares, capacidade de fazer análises complexas das situações que vive, autonomia para realizar o que foi solicitado, entre outras. Aprofundei mais sobre o desenvolvimento de competências socioemocionais no post “Quem será seu chefe no futuro? Ou você será chefe?“.

Um projeto criado a partir do pé no chão da escola

Depois de diversas pesquisas de campo, conversando e co-criando com atores das redes municipais de educação de Salvador (BA) e de São Miguel dos Campos (AL), diversos especialistas da educação, de startups, do Poder Público e de outras áreas educacionais, FAZSENTIDO reuniu todos os aprendizados em um site aberto e gratuito. Em todo o processo, gestores, técnicos, conselheiros, professores, alunos e familiares foram ouvidos e 260 professores, alunos e familiares participaram de oficinas para experimentar e testar soluções práticas para resolver os problemas que eles mesmos mapearam.

O site apoia educadores do Ensino Fundamental 2 com materiais como:

  • Estudos: cadernos para buscar traçar o cenário no qual os estudantes vivem para que gestores e professores possam trabalhar com mais significado. Os estudos são organizados em oito temas: Adolescência, Currículo, Práticas Pedagógicas, Gestão, Formação de Educadores, Família e Comunidade, Avaliação e Ambiente da Escola. Os temas macro conversam com as disciplinas curriculares e com as realidades das salas de aula, principalmente nas Trilhas e nas Recomendações e práticas.
  • Trilha: guia prático estruturado em sete etapas com orientações e ferramentas de apoio para redes de ensino que desejam construir uma nova proposta para o Ensino Fundamental 2. A trilha passa por etapas (ver a seguir) que garantem uma base de ação segura para os educadores. Cada etapa pode ser mais bem explorada em FAZSENTIDO.org.

 

 

 

 

Etapas da trilha

Maria Socorro Coelho, da Secretaria Municipal de Educação de São Miguel dos Campos (AL), contou sobre sua experiência com o projeto: “Confesso que no começo temia que fosse algo que poderia ficar apenas no papel, que não tivesse muito sentido, mas veio o ‘Faz Sentido’, essa plataforma maravilhosa recheada de material significativo”.

Esperamos que esse seja apenas o começo e que a plataforma apoie o trabalho de professores que queiram transformar as realidades em que atuam.

Caio Dib é criador do Caindo no Brasil. Ele adora trocar ideias e marcar cafés, então, entre em contato pelo www.facebook.com/caio.dib ou caiodib@caindonobrasil.com.br para continuar essa conversa.

Crédito da foto de destaque: Rawpixel/Shutterstock

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *